A visão do obscuro

on sábado, 11 de julho de 2015
Você percebe que amadureceu quando certas coisas não lhe incomodam mais. Quando aquele frio na barriga deixa de existir. Quando não sente mais insegurança do mundo e de si mesmo. Quando todos aqueles sentimentos ruins não te afetam mais como antes. É quando para de sofrer e começa a viver.
Por mais que seu coração diga sim, você imediatamente diz “NÃO”, exatamente assim, em “caixa alta”.  Cria uma barreira, um bloqueio que só é capaz de ultrapassar se realmente identificar que vale a pena.    
Embora tudo isso seja positivo de alguma maneira, vejo que o tempo está passando e sinto que pouco estou aproveitando. Acredito que sentimentos são importantes e expressa-los faz toda diferença, mas nem sempre também.
Descobri que posso ser mais frio que uma forte nevasca no Alasca. E que é possível pensar antes de agir. Ou ao menos tentar antes de dizer que não vai conseguir.
Às vezes me sinto um oculto no meio da multidão. Às vezes parece que vivo em vão. Na real, eu vivo mesmo é na solidão. Ao mesmo tempo em que tenho várias pessoas em minha volta, ainda me sinto sozinho. Talvez eu esteja vivendo num mundo que supostamente só exista para mim. Ou talvez eu nem exista.

Frase musical do tema: "Esse vento sob minhas asas, eu não mando mais em nada, sei que é alto mas eu vou pular. O que todos vão dizer? e aonde vão chegar? Nem os olhos podem ver."  Agridoce

2 comentários:

Postar um comentário

E aí, o que achou do post? Comenta aí! o/

Instagram